Novacki defende sustentabilidade e responsabilidade social do agronegócio brasileiro. E afirma que país “sofre preconceito” no exterior

Categories Soluções Ambientais
Novacki defende sustentabilidade e responsabilidade social do agronegócio brasileiro. E afirma que país "sofre preconceito" no exterior

A falta de percepção estrangeira sobre a produção agropecuária do Brasil voltou a ser debatida pelo secretário executivo do Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (MAPA), Eumar Novacki. Em uma entrevista para o programa Direito e Certo, do canal Terra Viva, no domingo (22), Novacki afirmou que existe preconceito com relação à sustentabilidade do produto brasileiro e ratificou que a Pasta vem lutando para quebrar esta barreira.

Segundo Novacki, um dos principais objetivos das viagens internacionais é apresentar a responsabilidade do País ao mundo. Pois, mesmo com todas as dificuldades logísticas e burocráticas, o Brasil consegue ser um grande player no mercado internacional. O tema já vinha sendo tratado pelo ministro Blairo Maggi durante eventos do segmento.

“Levantamos por meio de imagens de satélite da Embrapa, qual a situação real do país e descobrimos que quase 65% do território brasileiro é coberto por vegetação nativa. Usamos para agricultura menos de 9% desse total. Temos feito um esforço muito grande de defender o agro brasileiro, porque poucos produzem com a qualidade que produzimos, com respeito ao meio ambiente, com a responsabilidade social.”

Quando indagado pela apresentadora do programa sobre a barreira de mercado imposta ao Brasil, Novacki respondeu:

”Não há duvida que o mercado internacional é muito competitivo, o espaço é disputado a cotoveladas. Se de fato isso foi implantado, se foi concorrência desleal, nós temos que fazer nossa defesa. Só podemos fazer isso com base em dados científicos inquestionáveis, e foi o que fizemos. Temos consciência plena do que o Brasil representa em relação ao planeta Terra, mas queremos que os outros países reconheçam esse esforço.”