Os resíduos sólidos e a contaminação do solo

Categories Soluções Ambientais
Os resíduos sólidos e a contaminação do solo

O solo é a camada de material orgânico e inorgânico que cobre a superfície da Terra. A porção orgânica, derivada da decomposição de animais e plantas, concentra-se na parte superior; e a parte inorgânica é formada por fragmentos de rochas. Indispensável à saúde humana, o solo é um recurso não renovável: dois centímetros de terra levam mais de mil anos para se formar.

Ainda assim, esse recurso vem se degradando de forma cada vez mais rápida. Isso acontece em razão de uma série de fatores resultantes da ação do homem. Neste sentido, o despejo incorreto de resíduos sólidos tem papel determinante. Como consequência, 33% da terra disponível no planeta já estão degradados, de acordo com a Organização das Nações Unidas (ONU).

Medidas como a reciclagem, o tratamento e o descarte responsável podem ser adotadas para controlar e reduzir a contaminação do solo. Essas práticas não são apenas benéficas, mas obrigatórias. Porém, para serem adotadas, devem fazer parte de um Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos (PGRS) que atenda as determinações legais de cada área envolvida.

O plano tem como objetivo documentar a forma de gerenciamento e descarte dos resíduos gerados durante o funcionamento da empresa, além de orientar quanto aos corretos armazenamento, reciclagem e destinação final dos resíduos gerados pela atividade.

Sua obrigatoriedade é determinada pela Política Nacional de Resíduos Sólidos (Lei Federal n. 12.305/2010) a todos os empreendimentos geradores de resíduos perigosos, entre eles: indústrias, empresas de comércio e serviços, construtoras e estabelecimentos de saúde.

Se você quiser saber o que podemos fazer pela sua empresa para elaboração do PGRS, entre em contato com a ONIRA. Fornecemos documentação que atestam a metodologia adotada na destinação final dos resíduos. Ligue para 5181-2533 e saiba mais!