Noruega reduz pagamento ao Brasil por desmatamento

A Noruega diminuiu os pagamentos anuais que faz ao Brasil para proteger a floresta amazônica em 60% (US$ 42 milhões) por conta de uma elevação no desmatamento em 2016, mas elogiou os sinais que demonstram uma diminuição neste ano, disse o Ministério do Meio Ambiente norueguês. O programa de longo prazo de bilhões de dólares tem o objetivo de conter a redução da floresta tropical amazônica para frear o aquecimento global, em troca de pagamentos anuais. Os maiores depósitos de dióxido de carbono do mundo... Leia mais

Órigo energia inicia operações da primeira fazenda solar do país

Há um crescimento exponencial no investimento em energia solar. Segundo dados levantados pela ABSolar – Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica – atualmente o setor cresce uma taxa de 300% ao ano e há a promessa de crescer mais de R$ 4,5 bilhões até o final de 2017. De olho na evolução do mercado, a Órigo Energia, antiga EBES, que desde 2010 desenvolve a implanta sistemas de energia elétrica solar no Brasil, anunciou o início das operações da primeira Fazenda Solar do Brasil. A companhia... Leia mais

Nível de CO2 na atmosfera em 2016 foi o maior em 800 mil anos

Segundo o relatório divulgado pela World Meteorological Organization (WMO), houve um novo recorde de dióxido de carbono (CO2) no ano passado. De acordo com os dados do estudo, o nível de emissão foi o maior dos últimos 800 mil anos, 145% mais alto do que havia sido registrado antes da época pré-industrial, ou seja, em 1750. Foram 403,3 parte por milhão (ppm) de CO2 emitidos na atmosfera em 2016, em comparação a 400,00 ppm em 2015. O crescimento ainda representa 50% a mais do que... Leia mais

Relatório sobre Biogás e Biometano do Mercosul é lançado pela CIBiogás

A primeira edição do relatório de Biogás saiu em Outubro de 2017, trazendo dados e informações sobre o potencial e as aplicações da energia renovável no Brasil e em outros três países (Argentina, Paraguai e Uruguai). Nele estão reunidos projetos que tiveram sucesso no uso de geração de energia a partir do biogás e do biometano. Segundo o estudo, o Brasil é o país com o maior número de plantas operando atualmente, um total de 127 unidades nacionais, seguido pela Argentina com 62 e o... Leia mais

Conferência do clima é iniciada na Alemanha sem os EUA

No dia seis de novembro, começou na cidade de Bonn, a 23ª Conferência do Clima da ONU, a COP-23. Este ano, o país sede são as Ilhas Fiji, mas o evento ocorre na Alemanha, pois o governo local afirma não ter estrutura capaz de receber 25 mil pessoas, entre elas chefes de estado, ambientalistas e a imprensa de todo o mundo. E desta vez não contará com um dos grandes gigantes industriais, os Estados Unidos. O não-comparecimento dos EUA amplia o desafio que as nações... Leia mais

Ministério do Meio Ambiente desenvolve cartilha sobre descarte correto de lixo orgânico

No Brasil, hoje, são produzidas cerca de 250 mil toneladas de lixo por dia, sendo que 52% são de lixo orgânico. Mas o descarte desses resíduos é feito de forma inadequada pela população, provocando diversos danos para o planeta. Para isso, o Ministério do Meio Ambiente lançou uma cartilha online que informa de maneira didática tudo sobre o descarte correto de lixo orgânico. A ideia surgiu após o Órgão notar que esses resíduos representam metade do lixo gerado no Brasil, o que é preocupante por... Leia mais

Empresas poderão tornar multas ambientas em ações de recuperação

Há um novo decreto que determina a conversão de multas ambientais em ações de recuperação de áreas. O Ministério do Meio Ambiente (MMA) afirma que o procedimento poderá ser realizado de duas formas, direta ou indiretamente, porém, sempre será obrigatória a restauração da área degradada que deu origem para a multa.Funcionamento: Na conversão direta, as companhias infratoras e inadimplentes terão direito a 35% de desconto no total da multa ao se comprometerem a aplicar o valor em recuperação ambiental. A multa não poderá ser convertida... Leia mais

América do Sul perdeu 30% de suas áreas selvagens desde 1990

Pesquisa australiana publicada pela revista Current Biology indica limite para expansão rodoviária, extração de madeira, mineração e “operações agrícolas de larga escala”. Mostrando assim, que a América do Sul foi a região que mais perdeu áreas selvagens desde 1990 (30%). Em seguida vem a África, com 14%. A porcentagem mundial foi de 9,6%. A pesquisa recebeu um nome autoexplicativo: “Declínio Catastrófico em Áreas Selvagens Soterra Metas Ambientais Globais”. Os pesquisadores recomendam que as políticas públicas foquem nas “atividades ameaçadoras que têm levado à erosão recente... Leia mais

Emissão de gases de efeito estufa no Brasil cresce 8,9%

Houve um aumento de 8,9% na emissão de gases de efeito estufa no País, em comparação ao ano passado. Em 2016 o valor emitido de gás carbônico equivalente (CO2e) foi de 2,278 bilhões de toneladas brutas, e em 2015 foi 2,091 bilhões. Com 3,4% do total mundial, o Brasil está em sétimo lugar entre os maiores poluidores do mundo. Este é o nível mais alto desde 2008 e a maior elevação registrada desde 2004, segundo o Sistema de Estimativas de Emissões de Gases de Efeito... Leia mais

Brasil recebe indicador para medir seu patrimônio natural

O PIV (Produto Interno Verde) é o sistema que levará em consideração recursos naturais como fontes de energia, florestas e águas para mensurar todo o patrimônio natural em território brasileiro. No dia 18 de outubro, o presidente Michel Temer sancionou um projeto de lei aprovado no Congresso Nacional, que tornou lei o cálculo do PIV. Roberto Olinto, presidente do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), afirma que o PIV fará parte de um grande sistema macroeconômico de contas do país. Para consegui-lo, será preciso... Leia mais